FDA aprova entrada no mercado do primeiro olho biónico

O equipamento chama-se Argus II Retinal Prosthesis System.

O equipamento Argus II
Foto
O equipamento Argus II DR

A agência do medicamento norte-americana aprovou nesta semana a entrada no mercado do primeiro olho biónico para tratamento da cegueira. O equipamento vai servir para restaurar uma parte da visão aos doentes com retinose pigmentar, uma doença genética incurável em que as pessoas vão perdendo a visão.

O equipamento chama-se Argus II Retinal Prosthesis System e foi desenvolvido pela empresa californiana Second Sight Medical Products. A implantação do olho biónico passa por uma cirurgia que coloca na retina do paciente uma pequena lâmina de eléctrodos sensível à luz.

Nas experiências feitas em 30 pessoas entre os 28 e os 77 anos, que tinham a patologia e cuja visão estava próxima do zero, os pacientes passaram a distinguir formas entre o branco e o negro e movimentos.

“Sem este sistema, não conseguiria ver nada, se alguém estivesse à minha frente e se movesse para a esquerda ou para a direita, não me iria aperceber do movimento”, disse Elias Konstantopolous, um dos doentes que testaram o olho biónico. “Quando não se tem nada, isto é alguma coisa. É muito”, disse ao jornal norte-americano New York Times.

Esta doença afecta cerca de um em cada 3000 recém-nascidos. O problema genético afecta as células do olho sensíveis aos raios luminosos e que transmitem a informação ao cérebro. Nestes pacientes, estas células vão perdendo progressivamente esta capacidade. A cegueira pode começar a aparecer na infância ou adolescência e vai reduzindo a área de visão do doente ao longo dos anos.

“Este novo sistema é uma grande oportunidade para as pessoas que são cegas devido à retinose pigmentar. Este olho biónico proporciona a capacidade de perceber as formas e os movimentos. Permite que estes doentes sejam mais independentes a levar a cabo as tarefas quotidianas”, disse Jeffrey Shuren, director do Centro de Saúde de Radiologia e Dispositivos da Food and Drug Administration, a agência norte-americana que deu agora o aval para este equipamento entrar no mercado.

O olho biónico está indicado para pessoas com mais de 25 anos. Segundo a AFP, o custo do Argus II na Europa é de 73.000 euros.