Rudolf Nureyev recordado em vários países nos vinte anos da sua morte

O bailarino russo vai ser homenageado com espectáculos e exibição de filmes, em países como a França, Itália, Inglaterra, Rússia e Estados Unidos, a assinalar a passagem dos vinte anos sobre a sua morte, que se completam neste domingo.

Fotogaleria
Rudolf Nureyev apresentou-se em Portugal por duas vezes, ambas em Lisboa, primeiro em 1968 e depois em 1991 Mychele Daniau/AFP
Fotogaleria
Rudolf Nureyev dança com Ghislaine Thesmar, no ballet "Afternoon of a Faun", em 1980, no Le Bourget Philippe Wojazer/AFP
Fotogaleria
Rudolf Nureyev numa cena do ballet "Raymonda", em 1983, na Óera de Paris Dominique Faget/AFP

Rudolf Nureyev (1938-1993) foi um dos mais importantes bailarinos do século XX, destacando-se por ter reformulado o papel da figura masculina na dança, até então limitada ao suporte das bailarinas em palco.

Nascido na União Soviética, a 17 de Março de 1938, Rudolf Khametovich Nureyev viria a evadir-se para o Ocidente, onde alcançou uma carreira fulgurante na dança, e faleceu a 6 de Janeiro de 1993, em França, vítima de sida, aos 54 anos.

Dançou nalguns dos palcos mais importantes do mundo e com grandes bailarinas, como Margot Fonteyn, Eva Evdokimova e Veronica Tennant, e foi convidado para director do Ballet da Ópera de Paris em 1983, continuando também a dançar.

De acordo com o sítio na Internet da Fundação Rudolf Nureyev, estão previstas homenagens este ano em França, a 6 de Março, na Ópera de Paris, com um espectáculo de tributo, e em Bordéus, com o programa Quatre Tendances, entre 16 e 25 de Março.

No dia 31 de Maio, no Palácio dos Congressos, em Paris, será realizada uma gala para festejar o 75.º aniversário do nascimento do bailarino.

Em Londres, o Royal Ballet apresenta, este fim-de-semana, o bailado Raimonda, em sua homenagem, e, em Julho, o English National Ballet também vai prestar-lhe tributo, com a interpretação de Petrushka.

Em Milão, o Teatro alla Scala irá apresentar O Lago dos Cisnes, de 17 de Julho a 18 de Outubro, e, em Moscovo, em Setembro, o Kremlin Ballet Theatre irá dançar Cinderela, enquanto em Viena se realizará, em Junho, uma Gala Nureyev pelo Ballet da Ópera Estatal.

Nos Estados Unidos, o bailarino será também alvo de homenagem pelo São Francisco Ballet, de 9 a 20 de Abril, também com a interpretação de Raimonda.

Contactada pela agência Lusa, fonte da Companhia Nacional de Bailado (CNB) indicou que não estão previstas homenagens no âmbito dos vinte anos da morte de Rudolf Nureyev. No entanto, na programação da CNB surge, este ano, uma nova versão de O Lago dos Cisnes, o bailado que marcou a estreia profissional de Nureyev, em 1958, na companhia do Teatro Kirov, na altura a mais importante na União Soviética.

Rudolf Nureyev apresentou-se em Portugal, pela primeira vez, em Junho de 1968, com Margot Fonteyn, para dançar Giselle, no Teatro de São Carlos, em Lisboa, no Coliseu do Porto. Regressou em Julho de 1991, para um espectáculo no Coliseu dos Recreios, também em Lisboa.

 
 
 
 

Sugerir correcção