Governo quer triplicar número de jovens em formação profissional até 2020

O Governo pretende triplicar o número de jovens que optem pela formação profissional até 2020, ano em que estima que cerca de 100 mil jovens tenham escolhido esta via, afirmou esta quarta-feira o ministro da Economia e do Emprego.

Álvaro Santos Pereira, que está a ser ouvido desde o início da manhã, no Parlamento, no âmbito da discussão do Orçamento do Estado para 2013, disse esperar que até ao final do ano cerca de 30 mil jovens tenham sido abrangidos por esta medida – de ensino dual e de formação profissional.

“O objectivo é triplicar esse número até 2020, abrangendo cerca de 100 mil jovens”, afirmou o ministro da tutela.

Referiu, na sua intervenção inicial, que “para diminuir o desemprego é vital reforçar as acções de formação”, não só para os jovens, mas para todos os desempregados.

Neste sentido, no âmbito do Orçamento para o próximo ano, Santos Pereira afirmou relativamente ao combate ao desemprego que o Governo decidiu criar “estágios profissionais para famílias desempregadas com filhos”, quer sejam famílias em que os dois membros do casal estão desempregados, quer sejam famílias monoparentais.

Lembrou ainda a medida já conhecida, e que conta do Orçamento, “de isenção total ou parcial da Taxa Social Única (TSU) para desempregados com mais de 45 anos”.

Em jeito de balanço, indicou ainda que até Setembro de 2012 cerca de 19 mil jovens estavam inscritos no sistema de aprendizagem dual e que é intenção do Executivo criar estágios profissionais nos sectores da construção, mineiros, entre outros.

Sugerir correcção