UEFA

Nobre Guedes garante que Sporting está a regularizar dívida com último clube

Nobre Guedes, à direita de Godinho Lopes, explicou a situação
Foto
Nobre Guedes, à direita de Godinho Lopes, explicou a situação Foto: Pedro Cunha

O Sporting assumiu que existia uma dívida de quase um milhão de euros a três ou quatro clubes, mas espera regularizar ainda nesta quarta-feira a situação com o único que falta para o comunicar à UEFA na quinta-feira.

“As situações em causa têm sido regularizadas uma a uma e o Sporting vai concluir hoje a última negociação, pelo que iremos participar nesta quinta-feira à UEFA que todos os problemas estão resolvidos”, referiu Nobre Guedes, vice-presidente leonino para a área financeira, a propósito da inclusão do Sporting numa lista de clubes devedores divulgada pela UEFA, que reteve os prémios monetários da Liga Europa.

O dirigente leonino espera agora, resolvida a dívida ao último clube credor do Sporting, prometida para hoje, que a UEFA na quinta-feira “publicite no seu site a inexistência de qualquer problema de retenção de verbas” a pagar pelos “leões”, da mesma forma que publicitou a existência da dívida.

Nobre Guedes confessou-se surpreendido com a divulgação pública por parte da UEFA da lista de clubes devedores, uma vez que esta notificara por escrito os leões de que a situação em causa – dívidas a outros clubes – “deveria ser regularizada até 14 de Outubro de 2012”.

De resto, o dirigente responsável pelas finanças do clube lembrou que as informações em causa “são prestadas voluntariamente pelos clubes todos os trimestres à UEFA”, informações essas que no caso do Sporting, que é uma sociedade cotada em bolsa, “estão contidas no Relatório e Contas do clube divulgado a 31 de Julho último e são do conhecimento público”.

“Quando a UEFA informou o Sporting de que teria de regularizar a situação das dívidas até 14 de Outubro, aproveitámos esse tempo para ir negociando os poucos casos que tínhamos e que neste momento estão resolvidos, faltando apenas um caso pendente que será hoje concluído”, disse Nobre Guedes.

Quanto aos efeitos negativos da divulgação pública pela UEFA do incumprimento do Sporting, nomeadamente nas negociações em curso com investidores, Nobre Guedes acredita que “não são significativos”, atendendo ao facto de “estarem em causa verbas insignificantes”.