Quanto vale uma onda em Portugal?

Foto
Garrett McNamara, um dos melhores surfistas mundiais denfrenta as ondas "portuguesas"

O estudo “Value of Waves and Ocean Culture” (VoW) foi hoje apresentado, na Universidade Nova de Lisboa, e contou com a presença de investigadores, ambientalistas, autarcas e até de um secretário de Estado “surfista”, o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação.

O objectivo do VoW é promover a preservação das ondas como recurso natural nacional, que deve ser explorado de forma sustentável, contribuindo para o reconhecimento do valor das zonas de surf junto dos decisores locais, organizações não-governamentais, investidores e o público em geral.

“Queremos perceber quanto vale uma onda para um surfista, mas também para um economista ou um empresário local”, resumiu Guido Marreto, professor assistente da Universidade.

Para determinar o valor económico, ambiental e social do surf em Portugal, e apoiar a protecção dos valores como as “ondas”, uma equipa de voluntários está a realizar inquéritos nas praias portuguesa e os resultados vão ser conhecidos no Dia Nacional do Mar, a 16 de Novembro.

Neste momento, já possível dizer que as empresas associadas ao mar facturam cerca de dois milhões de euros, e mais de metade do que vendem é exportado.