Crise europeia

China prepara plano para eventual saída da Grécia do euro

Foto: Petar Kujundzic/ Reuters (arquivo)
Foto
Foto: Petar Kujundzic/ Reuters (arquivo)

A China está a preparar um plano para enfrentar a eventual saída da Grécia do euro, disse hoje um jornal oficial, citando um investigador do principal organismo de planeamento económico do país.

“O Governo chinês está a trabalhar em planos destinados a enfrentar o pior cenário da saída da Grécia [da zona euro] ainda este ano”, indicou ao China Daily Wang Haifeng, director do Instituto de Investigação Económica Internacional, grupo de reflexão tutelado pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma.

Ontem, a agência de notação financeira Standard & Poor’s (S&P) fez saber que entende existir uma possibilidade em três de a Grécia sair da zona euro nos meses seguintes às eleições de 17 de Junho.

Dois ministérios chineses – Finanças e Comércio – estão envolvidos no referido plano. O objectivo é “amortecer o possível efeito na taxa de câmbio e fluxos de capital, assim como a influência no comércio”, afirmou um economista citado pelo China Daily.

A União Europeia é o maior parceiro comércio da China. “O mercado financeiro da China sofrerá seguramente um choque de curta duração”, disse um académico chinês acerca da eventual saída da Grécia do euro após as eleições legislativas do próximo dia 17.

“Os activos chineses em euros, estimados em mais de vinte por cento das enormes reservas cambiais da China, poderão encolher", alertou Liu Shiguo, investigador do Instituto de Política e Economia Mundiais da Academia Chinesa de Ciências Sociais.