Lisboa

Secretária e máquina de escrever de Fernando Pessoa vão a leilão

Leilão acontece na próxima semana
Foto
Leilão acontece na próxima semana Miguel Madeira

A secretária e a máquina de escrever que Fernando Pessoa utilizou no seu local de trabalho vão a leilão na próxima semana, em Lisboa, anunciou esta segunda-feira a leiloeira World Legend.

O valor de licitação da secretária em mogno, com tampo de esteira, quatro gavetas de cada um dos lados, o interior forrado a pele verde e com diversos compartimentos, oscila entre os dez mil e os 20 mil euros, enquanto o da máquina de escrever, da marca Royal, está entre os três mil e os cinco mil euros, segundo nota da leiloeira.

As duas peças foram utilizadas por Fernando Pessoa quando trabalhou na Sociedade Portuguesa de Explosivos, situada no Largo do Corpo Santo, n.º28, na esquina com a Rua do Arsenal, em Lisboa, mas não fizeram parte do seu espólio.

Tanto a secretária como a máquina de escrever integraram a exposição dos 120 anos da morte de Fernando Pessoa, em 2008, organizada pela empresa de advogados ABBC e pela editora Assírio & Alvim.

No leilão, que acontecerá na próxima terça-feira, a partir das 21h30, irão também à praça outros lotes, nomeadamente uma aguarela de Maria Adelaide Lima Cruz representando o “Interior com Figuras do Célebre e Icónico Café Martinho da Arcada”.

À praça irá também “um pequeno espólio de Paula Rego entregue por uma família que conviveu de muito perto com a artista”, segundo o comunicado da leiloeira.

O “pequeno espólio” é constituído por “quatro gravuras de diferentes tamanhos da artista e alguns livros ilustrados e autografados por Paula Rego”, disse à Lusa fonte da leiloeira.

Os lotes estarão expostos a partir de sexta-feira na World Legend, à Estrela, em Lisboa.

Sugerir correcção