Sumol+Compal investe em fábrica em Moçambique

Foto
Empresa está a apostar na internacionalização DR

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo dá ainda conta da constituição da SUMOL+COMPAL Moçambique, na qual o grupo empresarial detém “na fase de arranque” uma participação de 90%.

O objectivo da nova empresa é garantir a produção e comercialização de produtos Sumol+Compal no mercado de Moçambique e em 12 dos restantes 13 países que também fazem parte da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC -- Southern African Development Community).

O anúncio de constituição da empresa, publicado a 20 de Janeiro no jornal oficial de Moçambique (Boletim da República), definiu que o objecto social da nova sociedade anónima Sumol+Compal Moçambique compreende a indústria e comércio de bebidas, incluindo refrigerantes, sumos e águas, da cerveja e do malte, dos derivados e das conservas de frutos e vegetais e outros produtos alimentares, bem como a dos concentrados.

A empresa pode ainda desenvolver actividades agro-industriais, importação e exportação dos produtos e gestão de marcas e actividades conexas.

No comunicado enviado à CMVM, o grupo anuncia um investimento de oito milhões de euros para o primeiro ano de actividade da nova empresa.

A Sumol Compal está ainda presente em Marrocos, Senegal, Angola e África do Sul, entre outros países africanos.

As vendas para os mercados internacionais, entre 2009 e 2011, registaram um crescimento anual superior a 22%, segundo o grupo, e no ano passado as vendas para os mercados internacionais atingiram 80 milhões de euros, mais 30% do que em 2010.

“Este projecto de raiz constitui um passo importante no processo de internacionalização da SUMOL+COMPAL, ponto crucial da estratégia da companhia para os próximos anos, e insere-se no programa mais alargado de identificação de parcerias estratégicas que possam contribuir para a consolidação do negócio em Portugal e para o crescimento nos mercados internacionais”, afirma fonte do grupo naquele comunicado.

Sugerir correcção
Comentar