Recenseamento de 2010

Brancos deixaram de ser maioria no Brasil

Os brancos são agora 47% da população
Foto
Os brancos são agora 47% da população Foto: Rui Gaudêncio/arquivo

O Brasil tem mais de 190 milhões de habitantes, segundo o recenseamento da população feito em 2010. Mais de 96 milhões de pessoas declararam-se mulatas ou negras, contra 91 milhões de brancos. É a primeira vez que a população branca está em minoria, desde que se fazem recenseamentos.

Até ao recenseamento da população realizado no ano de 2000, os brancos eram a maioria, mas agora, de acordo com os dados preliminares do censo do ano passado, a situação alterou-se : 82 milhões de pessoas são mulatas, mais de 14 milhões negras e 91 milhões brancas.

Mais de 53% da população residente em território brasileiro no ano 2000 era branca, sendo que no ano passado esse valor desceu para mais de 47% – é a primeira vez que está abaixo dos 50% desde que há recenseamentos.

Os números sobre a população residente referentes à cor ou raça indicam também que mais de dois milhões de pessoas declararam-se asiáticas e mais de 800 mil indígenas – quase sete mil pessoas optaram por não responder a esta questão. Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foram disponibilizados na Internet.

Envelhecimento da população

A população do país envelheceu cinco anos nas últimas duas décadas e a idade média situa-se agora nos 32 anos. A fertilidade caiu para 1,86 filhos por mulher, em comparação com os 2,38 de há uma década.

Também segundo o IBGE, a mortalidade infantil desceu – 3,4% de óbitos durante o primeiro ano de vida, quando há 30 anos ultrapassava os 23% – e a taxa de analfabetismo entre os maiores de 15 anos de idade caiu, para 9,6%.

As diferenças sociais são piores nas áreas urbanas, mas nas zonas rurais os indicadores de saneamento básico melhoraram lentamente nos últimos anos, ainda de acordo com o mesmo recenseamento da população que vive no Brasil.