Biodiversidade

Cientistas descobrem nova espécie de golfinho na Austrália

A população de golfinhos residentes no Sado pertence à espécie Tursiops truncatus
Foto
A população de golfinhos residentes no Sado pertence à espécie Tursiops truncatus Raquel Esperança/arquivo

Investigadores australianos descobriram que, afinal, ao largo de Melbourne vivem não duas, mas três espécies de golfinhos. Um artigo publicado na revista “PLoS One” reconhece oficialmente o Tursiops australis, até agora confundido com as outras espécies.

Até agora pensava-se que os golfinhos que ocorrem na costa australiana ou eram Tursiops truncatus - golfinho-roaz - ou eram Tursiops aduncus, ou golfinho-nariz-de-garrafa-do-Índico. Mas há cerca de 150 animais que pertencem a uma nova espécie, descobriram cientistas australianos, graças a estudos do ADN e às análises a crânios guardados em vários museus de história natural.

A nova classificação, Tursiops australis, recebe o nome comum de golfinho Burrunan, designação aborígene.

“Esta é uma descoberta fascinante, porque só existem três novas espécies de golfinhos reconhecidas para a ciência desde o final do século XIX”, comentou Kate Charlton-Robb da Universidade Monash, em Melbourne, citada pela BBC online.

“Mas aquilo que torna tudo ainda mais fantástico é que esta espécie de golfinho tem vivido mesmo debaixo dos nossos narizes, na Baía Port Phillip e em Gippsland Lakes, no estado de Vitória”, acrescentou a investigadora.

A nova espécie, um endemismo australiano, deverá ser incluída na lista australiana das espécies em perigo, uma vez que apenas são conhecidas duas pequenas populações residentes, perto de grandes centros urbanos e agrícolas, alertam os investigadores no artigo da revista norte-americana.

A população de 27 golfinhos residentes no estuário do Sado pertence à espécie Tursiops truncatus.