Descoberto grande depósito de gás na bacia do Rovuma

Foto
Produção de gás natural liquefeito só deverá arrancar em 2018 Carlos Lopes/arquivo

Estima-se que a bacia daquele rio, que separa Moçambique da Tanzânia, contenha 10 triliões de pés cúbicos de gás natural, o que representa um potencial de 10 milhões de toneladas de gás natural liquefeito durante os próximos 20 anos.

Por ano, o Japão importa 60 milhões de gás natural liquefeito.

A Mitsui detém 20 por cento neste projecto de exploração na bacia do Rovuma, que envolve a companhia estatal moçambicana Empresa Nacional de Hidrocarbonetos e a norte-americana Anadarko Petroleum Corp.

Estas empresas pretendem iniciar a produção de gás natural liquefeito em 2018, depois de negociações com o governo de Maputo, previstas para se iniciarem em 2013.

Sugerir correcção
Comentar