ACAPOR entrega para a semana mais mil queixas por partilha ilegal

Foto
O plano era entregar mil queixas por mês Fábio Teixeira/arquivo

Em Janeiro, a associação entregou o primeiro conjunto de mil queixas. O objectivo era fazê-lo todos os meses. Mas a associação “é pequena” e não teve “os meios necessários”, explica o presidente da ACAPOR, Nuno Pereira.

O responsável nota ainda que esperava um maior envolvimento das editoras, que detêm os direitos de autor, neste tipo de iniciativa. Os videoclubes, argumenta a ACAPOR, são afectados pela partilha de ficheiros na Internet – mas não detêm os direitos dos filmes.

A nova entrega de queixas será feita em suporte digital, adiantou ainda Nuno Pereira, no que é uma resposta às críticas que a associação recebeu depois de ter entregue milhares de folhas de papel em Janeiro.

Sugerir correcção
Comentar