Orçamento rectificativo a caminho

Ex-secretário do Tesouro britânico deixa carta a dizer que “já não há dinheiro”

O desafio económico que o novo governo britânico enfrenta está reflectido na frase única que consta da carta que o novo secretário do Tesouro recebeu do seu antecessor: “Já não há dinheiro”.

David Laws revelou o conteúdo da mensagem hoje, o mesmo dia escolhido pelo ministro britânico das Finanças, George Osborne, para anunciar que o orçamento rectificativo do governo vai ser apresentado no dia 22 de Junho.

“Quando cheguei ao meu gabinete, no primeiro dia como secretário do Tesouro, encontrei uma carta do meu antecessor [Liam Byrne]. Pensei que se tratava de algum conselho ou recomendações quanto à melhor forma de desempenhar as minhas funções nos próximos meses”, contou Laws aos jornalistas

“Infelizmente, quando abri a carta, tratava-se apenas de uma frase que dizia: “Caro Secretário, lamento informá-lo que já não há dinheiro”, o que era um esclarecimento honesto, mas menos útil do que estava à espera”, acrescentou.

O novo governo britânico formado pela coligação Conservadores-Liberais Democratas, que assumiu o poder após as eleições de 06 de Maio, elegeu o controlo do défice como uma das suas prioridade e vai apresentar um orçamento rectificativo a 22 de Junho, exactamente seis semanas ou 42 dias depois da assinatura do acordo de coligação.

O governo de coligação é encabeçado pelo conservador David Cameron, que não conseguiu a maioria absoluta para governar sozinho e escolheu o líder dos liberais democratas, Nick Clegg, para vice-primeiro-ministro.