Antigo guerrilheiro Jose Mujica é o novo Presidente do Uruguai

Foto
Mujica falou aos apoiantes, logo após o seu rival ter assumido a derrota Andres Stapff/Reuters

Mujica, ex-senador de 74 anos, já sinalizou que quer seguir o mesmo rumo de políticas favoráveis ao investimento levadas a cabo pelo Presidente cessante, o muito popular Tabare Vazquez, oriundo da mesma coligação de esquerda e que geriu um dos mais estáveis países da América Latina numa curva sustentada de forte crescimento económico nos últimos anos.

“Obrigado Tabare”, foram, de resto, as primeiras palavras de Mujica ao dirigir-se a milhares de apoiantes, logo após o seu rival – o conservador ex-chefe de Estado Luis Lacalle – ter concedido a derrota logo face às projecções de resultados, sem sequer esperar pelas primeiras contagens oficiais.

“Ganhámos graças à sua governação e iremos prossegui-la”, comprometeu-se Mujica, avançando que pretende seguir o exemplo do Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, considerado consensualmente como o líder da esquerda moderada na América Latina. O Presidente eleito fez mesmo questão de afastar os rumores e as críticas que apontavam que Mujica poderá aliar-se à esquerda dura e radical que tem como cabeça de fila o Presidente da Venezuela, Hogo Chávez.

Esta vitória testemunha também a profunda e longa transformação de Mujica dos tempos de guerrilheiro na revolta armada contra o Governo de direita no país nas décadas de 1960 e 1970 para um dos mais populares e admirados políticos do país.