Assessor de Cavaco Silva para a Ciência e Ambiente

PR: Jorge Moreira da Silva deixa Belém e vai para as Nações Unidas

Moreira da Silva foi o autor da Directiva Comunitária do Comércio de Emissões de CO2
Foto
Moreira da Silva foi o autor da Directiva Comunitária do Comércio de Emissões de CO2 PÚBLICO (arquivo)

Jorge Moreira da Silva, assessor de Cavaco Silva para a Ciência e Ambiente, vai abandonar funções em Belém para coordenar as novas políticas, parcerias e instrumentos financeiros no sector da energia e alterações climáticas do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas.

"Foi uma grande honra ter colaborado durante os últimos três anos com o Presidente da República da parte de quem recebi, sempre, demonstrações de confiança política e de estima pessoal", disse hoje Moreira da Silva, ex-secretário de Estado do Ambiente e ex-secretário de Estado da Ciência e Ensino Superior.

No novo cargo de Consultor das Nações Unidas, Moreira da Silva passa a representar o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) nas negociações internacionais sobre o regime climático em vigor após 2012, quando terminar o Protocolo de Quioto.

"Foi gratificante ter sido o escolhido, no âmbito de um concurso internacional muito competitivo, até porque se trata do exercício de funções à escala global, numa área tão relevante para o nosso futuro como a energia e as alterações climáticas", disse Moreira da Silva.

Jorge Moreira da Silva passa agora a ser responsável pelo desenho, negociação política e implementação de novas políticas, parcerias e instrumentos financeiros em resposta aos problemas das alterações climáticas, da energia e da pobreza nos países em vias de desenvolvimento.

O até agora assessor de Cavaco Silva desempenhará as novas funções a partir da sede do PNUD, em Nova Iorque, e das suas delegações em Bruxelas e Genebra.

Deputado Europeu até 2003, Moreira da Silva foi o autor da Directiva Comunitária do Comércio de Emissões de CO2 e chefiou as delegações europeias às Conferências das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, que concluíram a negociação do Protocolo de Quioto.

Sugerir correcção