Ministro das Obras Públicas lança concessão Litoral Oeste

Governo vai estudar isenção de portagens para trânsito local no IC36

Mário Lino disse que, além do IC36, também a variante entre S. Jorge e Leiria irá ter portagens
Foto
Mário Lino disse que, além do IC36, também a variante entre S. Jorge e Leiria irá ter portagens Luis Efigénio (arquivo)

O ministro das Obras Públicas afirmou hoje que se está a estudar a isenção de portagens para o trânsito local no IC36, que fará a ligação em Leiria da A8 à A1.

"Vamos analisar a questão, depois de vermos em pormenor. A auto-estrada tem portagem mas, como em alguns sítios, pode ser que seja correcto encontrar alguma forma de isenção para o que é o trânsito local", admitiu Mário Lino, no lançamento da concessão Litoral Oeste.

A isenção de portagens para o trânsito local é uma das principais exigências da presidente da Câmara de Leiria. Isabel Damasceno considera importante equacionar a possibilidade do trânsito local ser isentado de portagens na via que vai atravessar Leiria, ligando as duas auto-estradas. "Há formas técnicas e práticas de resolver este problema. No caso do IC36, que é uma variante à cidade de Leiria, era importante que a população de Leiria estivesse isenta, pois irá utilizá-lo para o seu dia-a-dia de trabalho. Não é justo que zonas urbanas como Leiria sejam prejudicadas em termos de utilização das suas acessibilidades face ao que acontece nas grandes metrópoles do país", alegou a autarca.

Isabel Damasceno mostrou-se satisfeita com o lançamento das novas acessibilidades, "um desejo que tem pelo menos 20 anos", mas assumiu o "sentimento de pessimismo e de alguma marginalização da região" que se sente em Leiria pelo "abandono da solução Ota" para o novo aeroporto em Alcochete. Referiu, também, que "uma mágoa ficou" pelo "espartilhar das regiões de turismo", nomeadamente da Região de Turismo de Leiria/Fátima, "uma marca forte e perfeitamente consolidada".

No lançamento do concurso público para a concessão do Litoral Oeste, um investimento de 260 milhões de euro que até 2011 vai levar à construção de 85 quilómetros de estradas, Mário Lino disse que, além do IC36, também a variante entre S. Jorge e Leiria (12,5 quilómetros), que pretende retirar trânsito do actual troço que passa próximo do Mosteiro da Batalha, irá ter portagens.

O ministro das Obras Públicas lembrou ainda que a concessão do Litoral Oeste é uma das sete concessões lançadas pelo Governo, num total de 2600 quilómetros de estradas. "Desses, 1150 quilómetros são estradas novas a construir e, dessas, cerca de metade (511 quilómetros) em perfil de auto-estrada. Mas há uma particularidade: nestes 1150 quilómetros, 387 (34 por cento) estão no interior do país; 684 quilómetros são eixos transversais do interior ao litoral; e apenas seis por cento se situam no litoral. Ou seja, 94 por cento dos 2600 quilómetros têm como objectivo a coesão social e territorial, a dinamização do interior no combate à desertificação, o desenvolvimento da actividade económica mais coesa, mais conforto e menos sinistralidade", referiu Mário Lino.