25º Fantasporto realiza-se entre 21 de Fevereiro e 7 de Março

Estado vai distinguir Fantasporto com a Medalha de Mérito Cultural

O Fantasporto exibiu mais de 5.000 filmes inéditos em Portugal
Foto
O Fantasporto exibiu mais de 5.000 filmes inéditos em Portugal DR

Festival Internacional de Cinema do Porto vai ser agraciado com a Medalha de Mérito Cultural pelo Estado Português, foi ontem anunciado, no Porto. As insígnias deverão ser entregues a 5 de Março, durante a Sessão Oficial de Encerramento do 25º Fantasporto, que comemora este ano as suas bodas de prata.

Em declarações à Lusa. Mário Dorminsky, director do certame, afirmou sentir-se "honrado pela distinção" e considerou que ela reflecte "algo que vem faltando em Portugal no relacionamento do Estado com os agentes culturais, que é o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido e pela imagem positiva que se tem dado do país no estrangeiro". "É raro acontecer isto, um motivo mais para agradecermos a distinção, que aceitamos com honra", afirmou.

O Festival Internacional de Cinema do Porto nasceu em 1981 como Mostra de Cinema Fantástico, atingindo a maioridade na edição de 1993, quando adoptou a actual designação. O Fantasporto foi consagrado internacionalmente pela revista "Variety" como um dos sessenta mais importantes festivais de cinema do mundo, e um dos melhores de temática fantástica.

É desde há anos o mais significativo e falado acontecimento cultural e cinematográfico de Portugal.

O Fantasporto procurou desde o início tornar-se um fórum cultural e pólo dinamizador de todas as artes, com incidência especial na divulgação do bom cinema de todo o mundo, apresentando um conjunto de iniciativas de âmbito cultural e artístico, como é o caso de exposições de artes plásticas, espectáculos de teatro e de marionetas, colóquios, edição de livros monográficos ou temáticos, concurso de cartazes, banda desenhada e cinema não-profissional.

Ao longo destes 25 anos, o Fantasporto exibiu em competição, a nível informativo, em antestreia ou em retrospectiva, mais de 5.000 filmes (entre longas e curtas metragens) inéditos em Portugal.

O festival tem promovido em locais tão diferentes como Lisboa, Coimbra, Braga, Espinho e Póvoa do Varzim e trouxe a Portugal nomes importantes do cinema, realizadores, produtores, actores, argumentistas, críticos ou jornalistas.

Brian Yuzna, David Lynch, Ben Kinskey, Luc Besson, Andrzej Zulawski, René Laloux, Ivan Cardoso, André Delvaux, Imanol Uribe, Jean Claude Carrière, Serguei Paradjanov são alguns dos notáveis do cinema que já passaram pelo Fantasporto, entre cerca de 10 mil convidados.

O festival editou também dezenas de livros sobre cinema, como "Horror Show I, II" de Lauro António, "Spielberg" e "Cronenberg" de Pedro Garcia Rosado, entre outros.

O 25º Fantasporto realiza-se entre 21 de Fevereiro e 7 de Março em diversas salas de cinema do Grande Porto.