Devido ao atraso do UMTS

Nokia Networks anuncia redução de 1800 postos de trabalho

1100 funcionários do total a dispensar laboram na Finlândia
Foto
1100 funcionários do total a dispensar laboram na Finlândia DR

A Nokia Networks, a divisão de infra-estruturas da Nokia, vai avançar com a supressão de 1800 postos de trabalho, afectada pelo adiamento dos investimentos para a terceira geração de telemóveis (UMTS).

Do total de funcionários a dispensar, 1100 laboram na Finlândia. As restantes reduções serão distribuídas por vários países, onde a Nokia tem escritórios. As reduções vão ser efectuadas nos departamentos de redes, operações, vendas, marketing e apoio aos clientes.

Esta decisão foi tomada depois de a companhia ter revelado aos mercados no último dia 11 de Março que vai apresentar perdas substanciais no primeiro trimestre de 2003 e na sequência do pouco animador cenário do mercado das "telecoms".

"Estamos determinados em manter a nossa liderança [de mercado] estratégica. (...) As medidas apontadas hoje vão ao encontro desse objectivo", disse a presidente da Nokia Networks, Sari Baldauf, citada pelo comunicado da empresa.