Depois de anúncio de nascimento de um terceiro bebé

Clonaid promete mais revelações para hoje

A Clonaid é uma empresa de biotecnologia ligada aos raelitas
Foto
A Clonaid é uma empresa de biotecnologia ligada aos raelitas DR

A Clonaid, empresa com ligações à seita dos raelitas, anunciou o nascimento de um terceiro clone filho de pais japoneses, indicando que vai revelar hoje mais detalhes sobre a experiência.

O anúncio foi feito ontem durante uma audiência num tribunal de Fort Lauderdale onde foi dado seguimento à petição de um advogado norte-americano no sentido de se designar um tutor para "Eva", a primeira bebé que a Clonaid reivindica ter clonado.

Os detalhes sobre este terceiro nascimento, e de um outro bebé "filha" de um casal de lésbicas holandesas, serão divulgados hoje durante uma conferência de imprensa em Toronto, Canadá, segundo a porta-voz da Clonaid, Nadine Gary.

Representantes da seita dos raelitas no Japão anunciaram na segunda-feira que se esperava que o suposto bebé clonado nascesse nesse dia num lugar do planeta que não revelaram, mas disseram ter uma diferença horária de 14 horas relativamente a Tóquio.

O bebé foi supostamente clonado a partir das células de uma criança japonesa de dois anos que morreu há 18 meses num acidente, após o qual os pais, residentes no Japão, pagaram 200 mil euros para obter um clone do filho desaparecido.

Durante a audiência no tribunal da Florida, o vice-presidente da Clonaid, Thomas Kaenzig, foi interrogado sobre a situação de "Eva" e o lugar onde se encontra. Kaenzig, cujo testemunho foi prestado telefonicamente a partir da sua residência em Las Vegas (Nevada), não revelou nada de novo, pelo que o juiz lhe ordenou que comparecesse perante o tribunal na próxima semana.

Um advogado de Miami, Bernard Siegel, pediu a um tribunal do sul da Florida que seja designado um tutor para "Eva", por considerar que a clonagem é um processo arriscado pelos problemas que surgiram em mamíferos submetidos a esse procedimento.

Kaenzig disse que desconhecia muitas das operações da Clonaid porque a sua presidente, Brigitte Boisselier, apenas lhe fornece alguma informação devido à controvérsia que gera o processo.

A Clonaid é uma empresa de biotecnologia ligada aos raelitas, uma seita que acredita que os humanos foram criados a partir de ADN doado por uma raça extraterrestre.

A empresa, fundada para comercializar a tecnologia da clonagem, foi criada por Claude Vorilhon, um francês conhecido pelos seus seguidores como Rael.

Vorilhon é o fundador do movimento raelita, com sede no Quebeque (Canadá), que conta com 50 mil seguidores em todo o mundo.