Estação pública anuncia novos canais temáticos e reestrutura segundo canal

RTP2 vira-se para a informação

Os dois novos canais temáticos estarão disponíveis para distribuição na TV Cabo
Foto
Os dois novos canais temáticos estarão disponíveis para distribuição na TV Cabo DR

A actual RTP2 vai desaparecer no final do ano. A designação mantém-se, mas o canal passará a ter noticiários de hora a hora e aprofundará a sua vocação para a ciência, tecnologia e
educação. Isto sem perder a vertente de canal alternativo e de qualidade, garantiu ontem o presidente da RTP, João Carlos Silva, numa conferência de imprensa, em Lisboa.

O PÚBLICO apurou que a RTP1 estudou a hipótese de passar também sínteses noticiosas durante a tarde. Para realizar a profunda reestruturação do segundo canal público, a RTP vai reforçar as áreas de educação, ciência e tecnologia, através de protocolos com universidades, empresas, editoras e outras entidades.
Os noticiários 24 horas por dia serão alimentados por um centro de gestão integrado de notícias a criar. Será um núcleo que concentre todas as notícias que chegam à estação para serem utilizadas pela "casa".
Esta reformulação do canal deverá entrar em funcionamento no final deste ano, data em que deverão arrancar os dois canais temáticos ontem anunciados. Um deles destina-se aos jovens, "entre os 10 e os 35 anos" e deverá reflectir as preferências desse público na área da música, artes, multimédia e entretenimento.
O terceiro projecto ontem anunciado é "a exploração televisiva e sistemática dos arquivos da RTP". João Carlos Silva afirmou que "não se optará pela reexibição de enlatados", mas sim pela reorganização de conteúdos. Além de programas já existentes, o canal divulgará material pouco conhecido ou inédito que será enquadrado com comentários ou debates.
Os dois novos canais temáticos estarão disponíveis para distribuição na TV Cabo e na futura plataforma de televisão digital terrestre. Como os recursos humanos e técnicos a utilizar nos projectos serão essencialmente da empresa, "os níveis de investimento são acessíveis em comparação com a rentabilidade oferecida".