• António Costa refreou o entusiasmo e diz que margem orçamental só pode ser aproveitada no próximo ano. Primeiro-ministro tem esperança no crescimento e na Europa.

  • Quem o diz é Sérgio Monteiro, ex-governante e coordenador do processo de venda do Novo Banco, que está a ser ouvido no Parlamento.

  • A generalidade dos partidos – PSD, PS e CDS-PP – escolheu questões económicas e políticas para abordar com António Costa neste debate quinzenal. O Bloco de Esquerda junta a estes os temas internacionais e o PEV promete também abordar questões ambientais.

  • No primeiro dia da visita de Estado, o Presidente sublinhou que os luxemburgueses “estão felizes” com os bons resultados de Portugal e a saída do procedimento por défice excessivo.

  • O primeiro-ministro e o líder da oposição concordam que o país não pode voltar a cair nos erros do passado. Mas cada um vê um caminho diferente para que o país não volte a ter problemas nas finanças públicas.

  • Presidente começa esta terça-feira a uma visita de Estado ao Luxemburgo, onde as alterações ao ensino do Português aceites pelo primeiro-ministro em Abril são vistas como “um retrocesso”.

  • O Presidente garante que não vai dizer uma palavra até chegar um diploma a Belém. Não quer condicionar o debate e quer ter as “mãos livres” para decidir. Bloco não desiste de apresentar projecto de lei.