Nutrição

Todos os tópicos

Quando a palavra de ordem é emagrecer há alimentos que ficam sob os holofotes. Contudo, como não poderia deixar de ser, a hipervalorização dos seus efeitos é algo que agrada a quem vende e induz em erro quem compra.

  • Quando a palavra de ordem é emagrecer há alimentos que ficam sob os holofotes. Contudo, como não poderia deixar de ser, a hipervalorização dos seus efeitos é algo que agrada a quem vende e induz em erro quem compra.

  • O facto de nos alimentarmos todos os dias não faz de nós especialistas em alimentação.

  • Em organismos como os Serviços Sociais da Administração Pública, que servem 600 mil refeições por ano, prato vegetariano representa 10% dos pedidos. Lei que obriga as cantinas do Estado a terem esta opção no seu menu entra em vigor nesta quinta-feira.

  • A medida tornou-se obrigatória por iniciativa do partido PAN e abrange todas as cantinas públicas e refeitórios do Estado.

  • Na sexta-feira, o ciclo de seminário de Nutrição Comunitária e Saúde Pública vai abrir a discussão. A bastonária da Ordem dos Nutricionistas diz estar preocupada com os valores de obesidade e desnutrição que afectam crianças e idosos portugueses.

  • A multinacional concebeu tecnologia para mostrar informação nutricional sobre alimentos no campo de visão do utilizador.

  • Há quem fique “chocado” por ver marcas como a Nestlé ou a Coca-Cola num congresso de nutrição, como o que começa hoje em Lisboa. E há quem diga que sem patrocínios é difícil organizar congressos. A presença da indústria afecta a credibilidade da classe? O debate está aberto.

  • O PAN, o BE e Os Verdes uniram-se para fazer uma lei que obriga as cantinas e refeitórios do Estado a ter opção para vegetarianos. Votação na especialidade é esta quarta-feira, na quinta-feira sabe-se se é aprovada. PAN está optimista que a lei passe. Ementas vão ser orientadas por técnicos.