Relógio do Apocalipse está a 90 segundos do fim, o mais perto que alguma vez já esteve

Relógio metafórico chama a atenção para as ameaças na humanidade e perspectiva o quão longe está a autodestruição. Guerra na Ucrânia entre as razões para a aproximação da meia-noite no Doomsday Clock.

Foto
Esta é 76.ª vez que os ponteiros do Relógio do Apocalipse (Doomsday Clock) são acertados LEAH MILLIS/REUTERS

O Relógio do Apocalipse está a 90 segundos da meia-noite, o que é o mais perto do que alguma vez esteve do fim, anunciaram nesta terça-feira especialistas da revista Bulletin of the Atomic Scientists numa conferência de imprensa online. Este relógio foi criado por especialistas de diferentes áreas para se avaliar quais as ameaças que a humanidade está a criar e como elas podem ser perigosas. Quanto mais perto da meia-noite estiver o relógio, significa que mais perto do fim está a humanidade. Todos os anos há uma avaliação. Este ano, decidiu-se pôr os ponteiros o mais perto do fim do que alguma vez esteve devido à guerra na Ucrânia e aos perigos nucleares.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários