São João da Madeira: usar a prata da casa

Eram lugares sem grandes atractivos. Em boa hora houve quem acreditasse na mudança. Foi assim em Óbidos, Nazaré, Comporta, Paredes de Coura e São João da Madeira, onde a indústria virou turismo.

TURISMO INDUSTRIAL EM SAO JOAO DA MADEIRA FABRICA VIARCO
Fotogaleria
A fábrica Viarco faz parte do roteiro de turismo industrial em São João da Madeira ADRIANO MIRANDA
TURISMO INDUSTRIAL EM SAO JOAO DA MADEIRA FABRICA VIARCO
Fotogaleria
Pela fábrica de lápis da Viarco passam alunos, mas não só ADRIANO MIRANDA
TURISMO INDUSTRIAL EM SAO JOAO DA MADEIRA FABRICA VIARCO
Fotogaleria
Em dez anos, passaram mais de 282 mil visitantes pelas diferentes unidades industriais que integram a rota ADRIANO MIRANDA
TURISMO INDUSTRIAL EM SAO JOAO DA MADEIRA FABRICA VIARCO
Fotogaleria
O público escolar é um alvo estratégico para dar a conhecer um segmento do mercado de trabalho que precisa de mão-de-obra qualificada ADRIANO MIRANDA
TURISMO INDUSTRIAL EM SAO JOAO DA MADEIRA FABRICA VIARCO
Fotogaleria
Foi em São João da Madeira que o Turismo de Portugal lançou o plano Turismo Industrial ADRIANO MIRANDA

“Se não estudares vais parar à fábrica a fazer sapatos.” Alexandra Alves cresceu em São João da Madeira a ouvir esta ladainha, como se fosse um infortúnio ficar pela terra e, pior ainda, trabalhar numa fábrica. Como tantos da sua geração, saiu para estudar, formou-se em Gestão do Património Cultural, na Escola Superior de Educação do Porto, mas, ao contrário de muitos, voltou e agarrou as oportunidades que surgiram. E eis que as fábricas, que antes eram um mau agoiro, se tornaram um projecto cultural a par do activo industrial que representam na região.

Sugerir correcção
Comentar