Noutros mundos, o regresso do mistério ao mundo e ao humano

Outros Mundos revitaliza a fotografia numa exposição de obras de nove artistas que transcende, o contexto escolar. No Pavilhão 31, do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa.

Foto
José Bértolo

Há algo de surpreendente na exposição colectiva Outros Mundos patente até 15 de Dezembro no Pavilhão 31 do Centro Hospital Psiquiátrico. Talvez seja a heterogeneidade harmoniosa dos trabalhos. Ou — porque não — a singularidade de cada um, recortada nas paredes do pavilhão. Assim que o visitante entra, dá-se conta de um facto: a cada conjunto de imagens corresponde um universo e uma sensibilidade autorais. Ao todo participam 10 artistas: Elsa Mónica Alexandrino, Eva Gaspar, Hélio Marques Pereira, José Bértolo, Miguel Fevereiro, Pedro Duarte Jorge, Rodrigo Cardoso, Sofia Pratas Morais, Zé Ortigão e José Pedro. Destes só o último — na condição de convidado no âmbito do protocolo com o Pavilhão 31 — não integrara o curso do Atelier de Lisboa, com a coordenação de António Júlio Duarte e Pedro Alfacinha, entre 2021 e 2022. O leitor mais cuidadoso já terá adivinhado o tipo de obras expostas. São fotográficas ou, mais justamente, são fotografia.

Sugerir correcção
Comentar