Ucranianos terão de escolher entre “morrer de frio ou fugir” e Europa tem de se preparar

Responsável do Norwegian Refugee Council (NRC) lança aviso, mas países como a Polónia ou a Alemanha estão a avisar que não têm mais capacidade ou a mudar algumas regras.

Foto
Sala de aula de uma turma ucraniana em Gorzow Wielkopolski, na Polónia LECH MUSZYNSKI/EPA

Neste Inverno, os ataques da Rússia à infra-estrutura de energia da Ucrânia vão fazer com que muitas pessoas enfrentem um dilema: “morrer de frio ou fugir”, disse o responsável do Norwegian Refugee Council (NRC), Jan Egeland, numa entrevista à Euronews.

Sugerir correcção
Ler 9 comentários