Moedas e Turismo de Lisboa não abdicam de aeroporto na cidade

Câmara e Turismo de Lisboa não perspectivam um futuro sem um aeroporto no centro de Lisboa. Mas, se a opção for mesmo encerrar a Portela, que futuro podem ter aqueles mais de 500 hectares de terreno?

Foto
Moradores criaram um grupo para pedir o fim dos voos nocturnos e o encerramento da Portela Daniel Rocha/Arquivo

Quando abriu portas, em 1942, talvez não se esperasse que o aeroporto de Lisboa chegasse a receber 31 milhões de passageiros num ano (como aconteceu em 2019, ainda antes da pandemia) e que ficasse rodeado de prédios e de uma cidade que ainda não existia. Na última década, com a chegada das companhias low cost, Lisboa tornou-se um destino que, apesar da sua periferia na Europa, conseguiu competir com as principais capitais e atrair milhões de visitantes. À boleia do turismo, a cidade alterou-se, ainda que nem sempre com proveitos para quem nela vive em permanência.

Sugerir correcção
Ler 26 comentários