Jerry Lee Lewis, o pioneiro que encarnou as delícias infernais do rock’n’roll

Conhecido por êxitos como Great balls of fire ou Whole lotta shakin’ goin’ on’, o músico morreu esta sexta-feira.

Foto
Jerry Lee Lewis num concerto em Nova Iorque, a 10 de Junho de 1958 Bettmann/Getty Images

Uma voz poderosa: voz cheia, intimidante, possessa. O piano atacado sem piedade, mãos a deslizarem e a martelarem as teclas num boogie-woogie feroz, tocadas não só com as mãos mas também com os sapatos; o piano transformado em cenário de rebeldia rock’n’roll: o banco chutado para longe, o cabelo a agitar-se como furacão, o pianista a subir para cima dele e a cantar com fervor nada sagrado, apesar de o gospel ser nele influência tão determinante.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários