Da mesa de jantar deste casal português saiu uma forma mais eficaz de produzir vacinas

Ainda estão a trabalhar para concluir o doutoramento, mas Sara e Davide criaram um modelo que pode reduzir o tempo de produção de vacinas para metade.

Foto
Dupla portuguesa idealizou um método para aumentar a produção de vacinas como a da Pfizer ou da Moderna Rui Gaudêncio

É bem provável que todos já tenhamos conversado sobre as vacinas de ARN-mensageiro (como as da Pfizer ou da Moderna) à mesa de jantar. Com maior ou menor detalhe, a produção das vacinas, a sua eficácia e segurança ou as várias farmacêuticas envolvidas estiveram no centro das atenções durante os últimos dois anos. Quando isso acontece com dois estudantes de doutoramento, uma da área da biologia e o outro da computação, a discussão não morre ali. E a partir de uma conversa que já todos tivemos, Sara Sousa Rosa e Davide Nunes criaram uma forma de quadruplicar a rapidez de produção de vacinas.

Sugerir correcção
Ler 14 comentários