Analistas não antevêem “mudanças radicais” na política externa e europeia da Itália

Presidente da Comissão Europeia espera uma “cooperação construtiva” do novo Governo de Roma. Mas, com Meloni, a relação entre Roma e Bruxelas será inevitavelmente turbulenta.

Foto
O posicionamento de Giorgia Meloni à mesa do Conselho Europeu é ainda uma incógnita ETTORE FERRARI/epa

A tradição ainda é o que era, pelo menos em Bruxelas, onde esta segunda-feira, o porta-voz da Comissão Europeia ofereceu a habitual resposta aos insistentes pedidos para uma reacção aos resultados das eleições legislativas em Itália, que deram uma clara maioria nas duas câmaras do Parlamento a uma coligação de direita composta por partidos soberanistas e populistas: “Sem comentários”.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários