Mobilização parcial “é talvez a decisão mais arriscada” da presidência de Putin

O Presidente russo decretou uma mobilização militar parcial e um aumento de fabrico de armas. O ministro da Defesa disse tratar-se de 300 mil pessoas. É visto como a admissão de fraqueza no terreno, onde não tem forças para defender o território ocupado.

Foto
Protestos em Moscovo contra a mobilização anunciada por Vladimir Putin Reuters/REUTERS PHOTOGRAPHER

Sugerir correcção
Ler 30 comentários