Só 13% dos professores do ensino não superior têm um grau de mestre ou de doutor

O envelhecimento da classe docente também se reflecte no seu retrato académico: a esmagadora maioria dos docentes em exercício tem licenciatura pré-Bolonha, quando ainda não era necessário um mestrado em ensino para exercer a profissão. Mas a idade não explica tudo. “Um professor que tenha o grau de doutor não tem qualquer vantagem de progressão, remuneração ou reconhecimento na escola onde lecciona”, sublinha investigadora.

Foto
O peso dos professores com 50 anos ou mais aumentou mais de 100% no 3.º ciclo e no secundário Diego Nery

Doutoramento ou mestrado continuam a ser habilitações pouco frequentes entre os professores do ensino básico e secundário, como comprovam os dados do último Perfil do Docente publicado recentemente pela Direcção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC).

Sugerir correcção
Ler 55 comentários