Na melhor das competições, o mais bizarro Leão de Ouro: All the Beauty and the Bloodshed, sobre Nan Goldin

Veneza 2022 teve uma audaz competição, permeável a objectos bizarros – para a ideia de “filme de prestígio” que inunda habitualmente os concursos dos grandes festivais de cinema.

michelangelo-frammartino,paul-schrader,julianne-moore,cinema,culturaipsilon,festival-veneza,
Fotogaleria
All the Beauty and the Bloodshed, de Laura Poitras
michelangelo-frammartino,paul-schrader,julianne-moore,cinema,culturaipsilon,festival-veneza,
Fotogaleria
Cate Blanchett, melhor actriz por Tár
michelangelo-frammartino,paul-schrader,julianne-moore,cinema,culturaipsilon,festival-veneza,
Fotogaleria
No Bears, de Jafar Panahi, Prémio Especial do Júri
michelangelo-frammartino,paul-schrader,julianne-moore,cinema,culturaipsilon,festival-veneza,
Fotogaleria
Saint Omer, de Alice Diop, Grande Prémio do Júri

Nan Goldin faz anos este domingo 69 anos, e certamente não estaria à espera deste prémio: Leão de Ouro de Veneza a All the Beauty and the Bloodshed, documentário de Laura Poitras que lhe é dedicado. Parabéns Nan!

Sugerir correcção
Ler 4 comentários