Levantamento de estragos do incêndio na serra da Estrela arranca hoje

A região afectada pelo incêndio da serra da Estrela entra hoje em situação de calamidade.

Foto
O incêndio consumiu mais de 22 mil hectares tiago lopes

A partir de hoje e até 30 de Agosto de 2023, a região do Parque Natural da Serra da Estrela estará em situação de calamidade prevista na Lei de Bases da Protecção Civil, em consequência dos danos causados pelos incêndios florestais. Será também hoje que começa a contar o prazo de 15 dias para a inventariação dos danos e prejuízos provocados pelas chamas na região que afectaram os concelhos de Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Gouveia, Guarda e Manteigas. Tal como o Governo já tinha antecipado, para efeito de levantamento de danos e prejuízos serão considerados os terrenos com uma área ardida acumulada igual ou superior a 4500 hectares ou a 10% da respectiva área, detalha o texto, o que pode abranger outros municípios que não na serra da Estrela.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários