Tempo que se passa a ver televisão pode estar ligado a um maior risco de demência

Não é apenas o tempo que se passa sentado por si só que tem impacto no risco de demências, mas também o tipo de actividade que se pratica nos tempos livres, conclui-se num novo estudo.

Foto
Estudo envolveu pessoas com 60 ou mais anos e as suas actividades Unsplash

Nos tempos livres, o que se faz quando se está sentado pode ser determinante — essa é mesmo uma conclusão de um estudo publicado esta semana na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS). Nessa investigação em pessoas com 60 ou mais anos, sugere-se que ficar sentado a ver televisão durante longos períodos de tempo ou fazer outras actividades sedentárias consideradas mais passivas pode aumentar o risco de se vir a desenvolver demência. O risco será mais baixo se se estiver a ler ou a usar o computador.

Sugerir correcção
Ler 6 comentários