Passos no Pontal: da “liderança espiritual” à mobilização e reconstrução do PSD de Montenegro

O aparecimento do antigo primeiro-ministro na Festa do Pontal foi visto como uma marca de distanciamento face a Rui Rio.

Foto
Passos Coelho e Luís Montenegro partilharam a mesma mesa e a atenção mediática na Festa do Pontal LUSA/LUÍS FORRA

O aparecimento de Passos Coelho na Festa do Pontal, organizada para ser um momento alto do novo líder do PSD, serviu para dar um sinal de “união” interna e de manifestação de “orgulho” no legado do antigo primeiro-ministro. Era esse o propósito da surpresa da noite de domingo promovida pela direcção do PSD, apesar de haver risco na partilha do palco mediático entre Passos Coelho e Luís Montenegro.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários