Um quarto dos juízes acredita que há corrupção na justiça mesmo que seja “muito raramente”

Num conjunto de quase 500 magistrados judiciais portugueses que responderam ao mais recente inquérito da Rede Europeia de Conselhos de Justiça, 26% dizem acreditar que alguns juízes receberam subornos nos últimos três anos. Também 27% acreditam em irregularidades na distribuição de processos judiciais.

Foto
Para este estudo foram inquiridos 494 magistrados judiciais portugueses no primeiro trimestre deste ano Daniel Rocha

O quarto inquérito feito a juízes sobre a avaliação que fazem da sua independência, individual ou de todo o sistema, realizado pela Rede Europeia de Conselhos de Justiça desde 2015, revela que em Portugal, mais de um quarto dos inquiridos (26%) acredita que nos últimos três anos juízes aceitaram subornos ou envolveram-se em outras formas de corrupção. Isso pode ter acontecido frequentemente (para 1% dos inquiridos), ocasionalmente (para 6%) ou muito raramente (19%).

Sugerir correcção
Ler 28 comentários