Montenegro antecipa-se a Costa e anuncia programa de emergência social: “A máquina laranja está de volta”

A primeira festa do Pontal com Luís Montenegro como líder foi marcada pelo anúncio de uma proposta de programa de emergência social a pôr em prática a partir de Setembro, se houver luz verde do Parlamento. O pacote de sugestões sociais-democratas antecipa-se assim ao pacote prometido por António Costa para Setembro e que ainda não foi conhecido.

Foto
Luís Montenegro discursou pela primeira vez no palco da festa do Pontal como líder do partido LUSA/LUÍS FORRA

O primeiro discurso de Luís Montenegro na festa do Pontal quis falar a todos os militantes, mas também a todo o país. Menos de dois meses depois de tomar posse, o líder do PSD dirigiu-se aos pensionistas, falou dos incêndios, criticou a falta de professores e não esqueceu o caos nas urgências e a falta de médicos de família. Vincando que está pronto a assumir o lugar de líder da oposição e se afirmar como alternativa ao Governo do PS que “não assume responsabilidades”, Montenegro aproveitou os holofotes para anunciar que o seu líder parlamentar entregou um pacote de medidas de apoio aos portugueses a que chamou de “programa de emergência social”, antecipando-se assim às medidas extraordinárias que António Costa prometeu para Setembro – mas que ainda não revelou. “Não é apenas a festa do Pontal que regressa. A máquina laranja está de volta”, avisou Montenegro, no regresso do PSD à emblemática Festa do Pontal, no calçadão da Quarteira, num discurso que durou 40 minutos.

Sugerir correcção
Ler 43 comentários