Federação de padel duplica despesas inexistentes para apoios do IPDJ

Há provas que foram orçamentadas duas vezes e eventos que não tiveram participação da federação. Prazo de “verificação do cumprimento de obrigações” ainda decorre. FPP não foi seleccionada para auditoria externa.

Foto
FRANCISCO ROMAO PEREIRA

O email foi enviado a 21 de Janeiro pelos serviços administrativos da Federação Portuguesa de Padel (FPP) aos convocados para o Campeonato do Mundo de veteranos. E não deixa dúvidas: “Todos os encargos do torneio, nomeadamente voo, estadia, refeições, transporte, teste covid-19, entre outros, ficarão ao encargo dos jogadores.” Cerca de dois meses depois, 32 portugueses viajaram para Las Vegas, onde competiram no Mundial, tendo, em média, cada atleta despendido cerca de três mil euros para representar Portugal. A federação portuguesa, no entanto, incluiu despesas de alojamento, de alimentação e de deslocações dos jogadores em dois contratos-programa assinados com o Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ).

Sugerir correcção
Ler 1 comentários