Para não acabar de vez com a cultura

Abundam na Internet as fotografias de Osborne e Cameron no Café Lisboa de Notting Hill, com as respectivas famílias, amontoados em cadeiras da “Super Bock” numa esplanada, à sombra de um toldo da “Sical”. Um caso evidente de apropriação cultural.

Bateu uma saudade especial quando li George Osbone, ex-ministro das Finanças britânico, lembrar numa edição recente da Spectator o dia seguinte à sua saída do governo, despedido por Theresa May mal esta substituiu David Cameron em Downing Street. Osborne recorda um pequeno-almoço com Cameron no seu poiso habitual, o Café Lisboa, de Golborne Road, em Notting Hill, que na altura os jornais acharam uma ocasião merecedora de relato. Abundam na Internet as fotografias de ambos, com as respectivas famílias, amontoados em cadeiras da “Super Bock”, em redor de uma pequena mesa de esplanada à sombra de um toldo da “Sical”. Um caso evidente de apropriação cultural.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários