Passageiros de cruzeiros gastam em média 82 euros por pessoa em Lisboa

Os passageiros de cruzeiros que visitam Lisboa gastam na cidade uma média de 82 euros por pessoa, nomeadamente em alojamento, restauração e transportes.

Foto
O aumento da média das despesas por pessoa demonstra “um maior poder de compra dos turistas" Rui Gaudencio

Os turistas que viajam em cruzeiros que atracam em Lisboa gastam na cidade uma média de 82 euros por pessoa, sendo que a maioria do consumo é feito na área da restauração, alojamento e transportes, indica um estudo realizado pela Netsonda, divulgado esta sexta-feira pela Administração do Porto de Lisboa (APL).

De acordo com o estudo, são os passageiros que embarcam em Lisboa que mais contribuem para o valor médio de 82 euros, com uma média de despesas de 367 euros por pessoa na totalidade da estadia antes do embarque. Por outro lado, os passageiros dos cruzeiros que estão em trânsito - com escala no Porto de Lisboa - gastam apenas 37 euros.

Os passageiros em modo turnaround (aqueles que iniciam e terminam viagem na capital) que desembarcam em Lisboa permanecem, em média, 1,5 dias na cidade, e têm como actividade preferida as visitas a atracções turísticas. No caso dos turistas que visitam a cidade antes de embarcar no cruzeiro, permanecem 2,1 dias na capital e optam por frequentar restaurantes e cafés durante esse período.

Sete em cada dez passageiros em trânsito (69%) preferem visitar Lisboa a pé e mais de metade frequenta estabelecimentos de restauração e cafés. Cerca de um terço visita atracções turísticas, 45% fazem compras e um quarto usa os transportes como meio de deslocação. Os locais mais visitados por todos os passageiros são as zonas da Baixa/Chiado, Alfama/Castelo/Mouraria, Bairro Alto/Cais do Sodré e Belém.

Em termos de nacionalidades, os americanos são os que mais visitam os estabelecimentos de restauração e cafés, os italianos visitam os locais turísticos e os britânicos são os que mais fazem compras em lojas.

“Estes são dados que atestam que estamos a assistir a uma transformação do perfil da actividade e dos passageiros de cruzeiros, no sentido de uma maior qualificação e valorização”, sublinha a APL, que afirma que o aumento da média das despesas por pessoa demonstra “um maior poder de compra dos turistas que escolhem os cruzeiros para visitar Lisboa e que elegem maioritariamente hotéis de 4 e 5 estrelas nas suas estadias pré e pós cruzeiro”.

O estudo mostra também que 96% dos passageiros estão satisfeitos com a escala no porto de Lisboa e consideram voltar à cidade em viagem de lazer. O objectivo deste estudo prende-se com a melhor compreensão do perfil dos passageiros que passam pelo Terminal de Cruzeiros de Lisboa, assim como o que os motiva. O trabalho de campo decorreu entre 9 de Abril e 23 de Maio e foram efectuadas 853 entrevistas a passageiros em trânsito e em turnaround.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários