Como desenhar cidades com vento, sombra e humidade, em vez de betão, madeira e metal

As ondas de calor reforçam a necessidade de equipar as cidades para enfrentar as alterações climáticas. A professora de Arquitectura Paisagista da Universidade de Harvard, Sílvia Benedito, defende a urgência de pensarmos em elementos não visuais e de ter em conta a sensação.

Foto
Precisamos de voltar a pensar no espaço como clima, defende a professora Silvia Benedito Iwan Baan

O aumento constante das temperaturas e a previsão de que as ondas de calor se tornem mais frequentes no futuro obriga-nos a pensar noutras respostas para as nossas cidades. A boa notícia é que não é preciso inventar muito. A má é que nos temos afastado progressivamente dessas soluções. Precisamos de voltar a pensar no espaço como clima. Este é um dos argumentos principais da professora da Graduate School of Design da Universidade de Harvard Sílvia Benedito, autora do livro Atmosphere Anatomies – On Design, Weather, and Sensation (Lars Müller Editions, 2021).

Sugerir correcção
Ler 22 comentários