Arganil abriu as portas a Harvard para mostrar que o futuro das aldeias pode ser diferente

Projectos de alunos da universidade norte-americana foram apresentados hoje, num dos concelhos afectados pelos incêndios de 2017.

Foto
Os fogos devastadores de 2017 não pouparam o concelho de Arganil LUSA/PAULO NOVAIS

No total, são dez propostas que olham para as comunidades rurais de Arganil e propõem possibilidades de desenvolvimento que conjuguem resiliência e incêndios, ecologia e economia. Ao longo de quatro meses, os estudantes da cadeira de projecto Canary in the Mine, da Graduate School of Design da Universidade de Harvard, nos EUA, debruçaram-se sobre um conjunto de aldeias encaixadas nos baldios de um dos concelhos afectados pelos incêndios de 2017, numa iniciativa coordenada pela professora Sílvia Benedito.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários