Em Setúbal procuram-se culpados. “Agora toda a gente fala. Mas quando a menina era viva ninguém fez nada por ela”

Nesta sexta-feira, horas depois do funeral, os suspeitos da morte da criança foram ouvidos por um juiz de instrução criminal. São três pessoas fortemente indiciadas pela morte da criança de três anos que chocou o país e abriu feridas na cidade onde muitos culpam a mãe por entregar a filha a “assassinos”.

Foto
A campa de Jéssica Biscaia no Cemitério da Paz em Setúbal Ricardo Lopes

Com o mesmo nome da menina que morreu em Setúbal, e que todos agora parecem ter conhecido, Jéssica de 23 anos, embala ao colo uma bebé de quatro meses. Agarrada a si tem a outra filha, de cinco anos, Maisa, que, com o olhar expectante procura uma resposta: “Mãe, onde está a menina?”

Sugerir correcção
Ler 21 comentários