O hooligan e o conto de fadas

Poucas manobras azedam o ambiente mais depressa do que quando um antropólogo saca dos paquímetros metafóricos e desata a tirar medidas a crânios.

Em 1933, quando participava numa escavação paleontológica na região Oeste do Nebraska, o antropólogo Loren Eiseley teve um encontro estranho.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários