Partidos e Governo querem Ucrânia com estatuto de candidato à UE. PCP e IL criticam posição “menos clara” de Costa

O primeiro-ministro e o secretário de Estado dos Assuntos Europeus ouviram esta sexta-feira os partidos com representação parlamentar para preparar o Conselho Europeu agendado para a próxima semana.

comissao-europeia,politica,antonio-costa,uniao-europeia,georgia,ucrania,
Fotogaleria
Líder da IL com o primeiro-ministro LUSA/MIGUEL A. LOPES
comissao-europeia,politica,antonio-costa,uniao-europeia,georgia,ucrania,
Fotogaleria
Jerónimo de Sousa esteve com João Ferreira na audiência com o primeiro-ministro LUSA/ANTÓNIO COTRIM
comissao-europeia,politica,antonio-costa,uniao-europeia,georgia,ucrania,
Fotogaleria
Rui Tavares esteve reunido com o primeiro-ministro e o secretário de Estado dos Assuntos Europeus LUSA/ANTÓNIO COTRIM

Os partidos com representação parlamentar mostraram-se esta sexta-feira favoráveis à concessão à Ucrânia do estatuto oficial de país candidato à União Europeia. O Livre considerou que o processo de adesão “terá de ser julgado pelos seus méritos e deméritos” e cumprir as regras, exigência também referida pelo Bloco de Esquerda, enquanto o PAN não quer adiamentos por motivos económicos. Já a IL afasta qualquer tipo de “hesitações” relativamente ao processo e o Chega pede um processo transparente. Por seu turno, o PCP apontou a relativização sobre o assunto feita por António Costa. O PSD vê mesmo como “fundamental” a Ucrânia obter o estatuto de candidato mas frisa que este caso deve ser visto como “excepcional”, ao passo que o PS também é favorável, sendo que os socialistas querem que aconteça, em paralelo, um debate sobre a “arquitectura orçamental” da UE.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários