Portugal de Lés-a-Lés. De Faro a Bragança pela raia, a pisar o risco

O calor apertou e tornou algo mais “puxada” a 24.ª edição do maior evento de mototurismo da Europa, que este ano reuniu cerca de 2000 motas e 2400 pessoas.

alcoutim,covilha,faro,braganca,fugas,turismo,
Fotogaleria
A 24.ª edição do Portugal de Lés-a-Lés, o maior evento de mototurismo da Europa, reuniu cerca de 2000 motas Delfina Brochado
alcoutim,covilha,faro,braganca,fugas,turismo,
Fotogaleria
Delfina Brochado
alcoutim,covilha,faro,braganca,fugas,turismo,
Fotogaleria
Delfina Brochado
alcoutim,covilha,faro,braganca,fugas,turismo,
Fotogaleria
Delfina Brochado
Portugal
Fotogaleria
Delfina Brochado
alcoutim,covilha,faro,braganca,fugas,turismo,
Fotogaleria
Delfina Brochado
alcoutim,covilha,faro,braganca,fugas,turismo,
Fotogaleria
Delfina Brochado
alcoutim,covilha,faro,braganca,fugas,turismo,
Fotogaleria
Delfina Brochado

No interior das muralhas da Vila-Adentro de Faro há muitas horas que se iniciaram as verificações técnicas que servem para aferir que as cerca de 2000 motas que participam na 24.ª edição do Portugal de Lés-a-Lés se encontram conforme a lei e as necessidades de segurança. E já há muitas motas aviadas, a circular para cá e para lá dentro e fora das muralhas, prontas para o passeio de abertura. Ainda é cedo para almoçar, pouco passa do meio-dia, mas o sol está forte e o que apetece é começar por… uma paragem. Talvez comidos e bebidos enfrentemos melhor o calor – nada disto faz sentido, mas faz-se sentado, e à sombra. E foi assim que, de repente, ficou lotada a esplanada do restaurante da Associação dos Viveiristas e Mariscadores da Ria Formosa, junto ao cais do ferry e à Porta Nova da muralha.

Sugerir correcção
Comentar