Segurança Social falou em recuo, mas Governo reafirmou apoio alimentar aos mais carenciados

Programa Operacional de Apoio às Pessoas mais Carenciadas foi alargado em 2020 para responder à pandemia e agora Instituto de Segurança Social retomou reavaliações que tinha suspendido e previu redução de beneficiários.

Foto
Paulo Pimenta

O Instituto de Segurança Social (ISS) já começou a dar sinais de recuo no Programa Operacional de Apoio às Pessoas mais Carenciadas (POAPMC), mas as instituições que o executam no terreno deparam-se outra vez com um número crescente de famílias aflitas para pagar as contas. A ministra do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, diz que os apoios são para manter.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários