O “protesto” é em Setembro, mas Dominique vem já

Tendo começado como cantora de variedades, a francesa Dominique Grange fez-se voz de combate devido ao Maio de 68. Um filme que conta a sua história estreia-se hoje.

Começa a ser um ritual e é de certo modo um ritual histórico: em Setembro vai realizar-se mais uma edição (a quarta) do Encontro da Canção de Protesto, em Grândola, entre os dias 16 e 18. O programa ainda não foi divulgado, mas já se sabe que pelo menos uma voz vai lá estar, num filme e ao vivo: a cantora francesa Dominique Grange. E não vem só. Com ela estará Jacques Tardi, ilustrador e autor de banda desenhada, com quem Dominique casou em 1983. Ela canta, ele desenha, e o trabalho de ambos tem estado associado desde que se conheceram. Quanto ao filme que será exibido em Grândola, terá estreia antecipada esta quinta-feira no Cinema City Alvalade, em Lisboa, às 19 horas.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários