Uma história de amor peruana

Há muitas provas de amor. Fazer uma tese de mestrado a meias é quase comovente e contar a história de Pedro e Lilia pisa o cinismo. Não resisti.

Primeiro pensei escrever sobre a frase da mulher ucraniana que disse a um jornalista do Washington Post o que vai fazer à directora da escola da sua aldeia acusada de colaborar com os russos: “Vou estrangulá-la com as minhas próprias mãos.”

Sugerir correcção
Ler 4 comentários